Desespero

2 comments
Cheguei na estação da Luz.
Aglomerado razoável de pessoas aguardando para descer as escadas.
Começo a descida e no meio, vejo correria e as pessoas que estavam na Integração CPTM e Metrô, desesperadas voltando para a plataforma, assim como às pessoas à minha frente na escada.
Meu coração dispara, com a reação natural do medo de não saber o que estava acontecendo!
Volto alguns degraus tropeçando, quase caindo na escada e lentamente, paro e volto a descer para a passagem de integração.
Vejo os seguranças da CPTM com cara de sem saber como agir diante o caos, pessoas no chão e uma senhora chorando e tremendo.
Pergunto à algumas pessoas o que houve e citam tiro.
Com medo, começo a caminhar.
Pergunto à um guarda e ele me informa que dois usuários iniciaram uma briga com socos, no meio da multidão e foi o início da correria, mas não houve tiros.
Agora, e se tivesse ocorrido tiroteio?! Se em questão de segundos, tivemos caos e pessoas machucadas, como seria se de fato algo mais grave acontecesse?
Ali, infelizmente, não há rota de fuga. Quem passa por ali todos os dias sabe do que estou falando.
São minutos longos, onde você vê muitas pessoas tensas, no limite, que um simples olhar torto, explode!
Isso não dá para fazer crônica engraçada. Isso me dá medo quando acontece!
Por Deus, tudo bem agora!

2 comentários:

  1. tbm ja passei por uma situação desesperadora quando o trem da linha 11 enroscou nos cabos de energia entre Gianete e Guaianazes dia 25/01. Foi muito tenso ver pessoas quebrando janelas e pulando do trem, muita gente se machucou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu passei por isso também, mas foi ano passado. Violência é algo que realmente me deixa com muito tempo, ainda mais, em locais assim, com muitas pessoas.

      Excluir