SUPER HERÓIS

Deixe um comentário...
Sempre escuto de várias pessoas, quando digo que trabalho em SP e uso os trilhos como meio de transporte, que sou uma guerreira pois para enfrentar tudo isso, só sendo mesmo uma heroína.
Até ganhei um desenho do parceiro Wash Masters onde ele me retratou como a “Super Viajante”. Ficou bem engraçado!
Pensando nisso, se o nosso dia a dia virasse um filme desse gênero, acho que teríamos vários desses seres poderosos a nos acompanhar.
Alguns deles podem ter sido inspirados em algumas figuras (ou não) que conheci por aí:
- Batata Man: ele é baixinho, musculoso e muito nervoso. Fica indignado quando percebe que alguém está sentado no banco preferencial sem necessidade e para não usar de todas suas forças contra o cidadão fica socando a barra de ferro superior do trem para amedrontar o “invasor de assento”.
Luta também para a ordem geral do transporte, soltando seu gás poderoso de batata doce quando percebe que os usuários estão sentados no chão do trem, impedindo a passagem das outras pessoas.
Faz isso com frequência e nem fica vermelho ao usar esse poder!
- TermostatoMan: não se conforma com o esquenta/esfria dos trens, principalmente, do Metrô.
Usa de toda sua influência para reclamar para toda a mídia sobre as questões do quanto a sua camisa passada e limpa, fica amarrotada e molhada quando o ar condicionado não está de acordo com suas necessidades.
Seu poder é atentar o pudor em algumas ocasiões, demonstrando seu físico suado a toda população.
É um herói ultrapassado e que só conseguiu usar o seu poder uma vez, nunca mais.
- Mulher-Bactéria: ao perceber que o trem está lotado além do normal, começa a espirrar para todos os lados sem colocar a mão na frente do nariz.
É uma anti-heroína porque nesse caso, só ela mesmo se beneficia desse super poder, já que ao soltar os seus poderosos espirros, afasta todo mundo ao redor e fica acomodada, sozinha e consegue viajar tranquilamente, já que todo mundo foge dessa mulher.
Será que existem mais? Tenho certeza que sim!
Basta prestar atenção nesse mundo cada vez mais louco.





0 comentários:

Postar um comentário