DIA DA LINDINHA

Deixe um comentário...
Não tem jeito.
Todo dia é dia, mas nesses dias que antecedem o domingo de Dia das Mães, um filme passa na minha cabeça e enche minha alma de lembranças tão vivas quanto a vontade que tenho de tocá-la mais uma vez.
É o dia das frases:
-  “Andréiaaaaa....entra que vai chover!”
-  “Vai guardar essa mobilete agora porque você tá de castigo.”
- “Vem aqui me dar um beijo, caçulinha da mamãe”
- “Ô, minha fia, tá tudo bem?”
É lembrar das suas gargalhadas gostosas e contagiantes, a ponto de ter que recorrer à bombinha para voltar a respirar normalmente.
Voltar aos dias em que a casa se enchia com a família e vizinhos queridos para aquela partidinha de Tranca ou Pif-Paf que varavam as madrugadas.
Ver a baixinha dançando toda serelepe nas festas de Natal na casa da vó, arrastando o seu par perfeito, meu pai, por toda garagem no gingado do forró.
Voltar ao momento em que falei que não queria me casar vestida de noiva e logo depois, mudar de ideia pois sabia que isso seria um sonho seu, antes do meu e confessar que foi ótimo seguir o seu conselho.
Perceber que sempre que me dizia: “você vai entender quando for mãe”, se tornar cada vez mais real a cada dia que tento ser uma mãe tão boa quanto você foi para mim.
Recordar que em seus últimos anos nesse plano, aprendi que as mães também são frágeis e que é nessas horas em que nós, filhos, temos que retribuir aquilo que sempre tínhamos ao chegarmos ralados da rua: atenção, amor e um beijinho no dodói.
Ter a certeza que continua a vibrar pelas minhas conquistas, mas que continua a me botar de castigo quando ainda não mostro ter aprendido algumas lições.
Saber que até em seu último suspiro, você se colocou no meu lugar e lutou para voltar àquele quarto de UTI, quando o aparelho parou, só para atender meu último pedido:
- Mãe, agora não! Espera a gente ir embora.
Você voltou, nós saímos e finalmente se foi para sua outra jornada, me deixando a maior de todas as lições:
Uma mãe sempre lutará pelas suas crias só para não vê-los chorar.
Fico feliz por ter escolhido uma mãe-leoa, na raça, na garra, no Amor.
Feliz Dia das Mães para todos nós.



Publicado no Jornal DAT - 08.05.15

0 comentários:

Postar um comentário